solidariedade

Aplicativo liga apoiadores a ações de solidariedade a famílias da periferia de São Paulo

O aplicativo oferece um mapa com mais de 70 locais que estão espalhados nos quatro cantos da cidade de São Paulo e indica os mais próximos do usuário

reprodução
Aplicativo utiliza o mapeamento das iniciativas para facilitar a ação dos apoiadores

São Paulo – A Rede de Apoio Humanitário nas e das Periferias (RAH) lançou um aplicativo que permitirá ajudar as iniciativas que estão distribuindo alimentos e produtos de higiene para famílias nas periferias da capital paulista, grande São Paulo e Baixada Santista. O aplicativo oferece um mapa com cerca de 70 locais que estão espalhados pelas cidades. Esses espaços – chamados de polos – são formados por associações, templos religiosos, ONGs e entre outros coletivos que já atuavam nas regiões antes da pandemia.

A plataforma mostra os polos que estão mais próximos do usuário, facilitando a relação e o deslocamento. O objetivo é incentivar que doadores e voluntários ajudem as iniciativas que estão mais próximas de sua casa, como forma de valorizar o vínculo entre os moradores do bairro. “O aplicativo foi pensado de forma conjunta para trazer facilidades. Unimos saberes técnicos e conteúdos existentes para sistematizar a distribuição de cestas básicas em rede”, descreve Katharine Oliveira, membro da RAH.  

Movimentos sociais enfrentam a pandemia com solidariedade

Ferramentas

Entre as ferramentas disponíveis no aplicativo da rede de apoio estão: Polo mais Próximo, que indica o local de acordo com a localização do celular; Mapa da RAH, que mostra todas as iniciativas que estão cadastradas na Rede de Apoio Humanitário nas e das Periferias; Perfil dos Polos, com registros de endereço, contato e o número de famílias que os polos estão atendendo durante a pandemia; Doação, na qual, por meio do aplicativo, o usuário terá acesso a uma conta bancária da RAH em que poderá doar uma quantia em dinheiro para ajudar na compra de alimentos e produtos de higiene para algum dos polos.

A Rede de Apoio Humanitário nas e das Periferias foi formada no final de março, logo após os primeiros casos de covid-19 em São Paulo e busca aproximar pessoas que desejam ajudar as famílias em vulnerabilidade de locais que já realizam essa assistência. O grupo já entregou centenas de cestas básicas por meio de doações. Recentemente, a RAH finalizou uma campanha de arrecadação para compra de alimentos orgânicos diretamente de produtores na capital paulista, para produzir as cestas básicas.

Edição: Paulo Donizetti de Souza